MAI faz homenagem à etnia Guarani Mbya em nova exposição em Niterói

O Museu de Arqueologia de Itaipu (MAI/Ibram), em Niterói (RJ),  inaugura hoje (19), Dia do Índio, a exposição Tekoa Mboy-Ty: Uma Semente Guarani. A abertura será às 18h e é aberta ao público.

Reprodução de oca Guarany no MAI/Ibram

Uma oca tradicional Guarani, acompanhada de três painéis educativos, abordam diversos aspectos da Cultura Guarani Mbya, que é um subgrupo do povo Guarani.

Os Mbya se fixam geralmente em regiões próximas ao mar, pois creem que o paraíso, ao qual chamam de “Terra Sem Mal”, pode ser alcançado após a travessia marítima.

A exposição tem o objetivo de preservar e divulgar a memória das comunidades do entorno da região de Niterói e trazer uma perspectiva contemporânea para conservar os valores culturais de tempos passados.

A visitação poderá ser feita de 20 de abril a 5 de agosto de 2013. O MAI/Ibram funciona de terça a sexta, das 10h às 17h. Sábados, domingos e feriados, das 13h às 18h. Outras informações pelo telefone (21) 3701.2966 ou pelo endereço eletrônico mai@museus.gov.br. Saiba mais.

Texto e foto: Divulgação MAI

 

 

 


Email
Posted in Mostras e exposições, Museus Ibram, Notícias | Tagged exposição, guarani, ibram, mai, niterói, oca, RJ | Leave a reply

Museu de Arqueologia de Itaipu vai abrigar oca Guarani a partir de abril

O Museu de Arqueologia de Itaipu (MAI/Ibram), localizado em Niterói (RJ), vai abrigar, a partir de abril, uma oca Guarani em seu espaço expositivo.

Oca também servirá como espaço para projetos eductativos desenvolvidos pelo MAI/Ibram

O projeto, em parceria com a aldeia Tekoa Mboy-Ty, trata da construção de uma edificação tradicional Guarani Mbyá que simbolizará a relação da instituição museológica com a aldeia, bem como o esforço da equipe para com a divulgação e a preservação da memória das comunidades em seu entorno.

A oca será acompanhada de painéis expositivos que tratam de diversos aspectos do cotidiano dos Guarani Mbyá. Os visitantes poderão acompanhar o processo de construção a partir do dia 25 de fevereiro. A inauguração está marcada para o dia 19 de abril.

Pedro Colares Heringuer, diretor interino do MAI, explica que a proposta do novo espaço é que também seja utilizado como sala para os trabalhos educativos desenvolvidos pelos programas Caniço e Samburá e Educação Ambiental – voltado para estudantes que visitam o museu.

O museu
O MAI está sediado nos remanescentes do Recolhimento de Santa Teresa, instituição fundada no começo do século XVIII. O acervo do museu é composto por artefatos produzidos pelos povos que viveram no litoral fluminense antes de 1500.

São artefatos líticos e ósseos, concreções, matéria corante, ocre, restos ósseos humanos e remanescentes de fauna (aves, peixes e mamíferos), além de blocos testemunhos do Sambaqui de Camboinhas. Outras informações pelo telefone (21) 3701.2994 ou pelo e-mail mai@museus.gov.br.

Texto e foto: Divulgação MAI

 

 

Email
Posted in Notícias | Tagged arqueologia, guarani, ibram, itaipu, mai, museu, niterói, oca | Leave a reply